Virago x Falcon

Moto Custom ou Trail?

Sei que esse não é o tipo de comparação que se faça, mas talvez seja uma oportunidade para matar dúvidas de alguns leitores. Afinal, vou de Custom ou Trail?

| Postado por Twitter Google+


Virago e Falcon - Recanto Saltinho - Tijucas do Sul-PR

Virago 250CC e Falcon 400CC

Esse sábado 12/01/2013 eu (Evandro Balmant) e o mais novo motociclista da região de Curitiba, Wilian Stancke proprietário de uma Custom Virago 250CC, a famosa “Viraguinho”, saímos dar uma volta pra fazer um teste, e ver como seria viajar com a moto dele acompanhando a minha NX4 Falcon 400CC.


Exibir mapa ampliado

Nosso destino era o Recanto Saltinho que fica em Tijucas do Sul-PR, cerca de 70km de Curitiba, mas com o agravante de ter que rodar 8km por estrada de chão, e mais de 30km em pista simples e o restante em rodovia duplicada, só na ida.

Rodamos até o centro de Tijucas cada um na sua moto, depois trocamos pra fazer um teste, afinal esse também era um dos objetivos do passeio. Peguei a Custom, estilo de moto que eu nunca tinha pilotado.

Rodei  tanto no asfalto quando na terra, e minha avaliação sobre a Viraguinho não é muito boa, em nenhum dos cenários. Vou tentar ser democrático e também descrever a avaliação do Wilian sobre a Falcon.

Força

A Viraguinho até anda bem na estrada, em terreno plano, e principalmente em descida, mas se pinta uma leve subida ai o bicho pega, fica pra tráz, e longe. Ponto pra Falcon.

Postura

A primeira impressão quando se olha para uma Custom é de que aquele banco é mega confortável e estiloso. Realmente é, mas talvez para uma pessoa um pouco mais baixa, eu tenho 1,90m de altura, e minha perna ficou um pouco desconfortável, também não gostei do formato do guidão, acho que não aguentaria uns 200km. O Wilian também não gostou da postura da Falcon, disse que não encontrou um ponto de conforto, coisa que eu também já tinha reparado, e acho que falta um banco um pouco mais alongado pra cima do tanque, talvez desse uma melhor postura. Mesmo assim ainda prefiro a postura mais ereta da Falcon, me da um bom conforto em viagens mais longas. Ponto pra Falcon.

Off Road

Simples como isto: Não use uma Custom em estrada de chão. O sistema de suspensão e amortecimento projetado para essas motos não contempla isso, a moto bate tanto que parece que a cabeça vai soltar do corpo (palavras minhas quando desci da moto). O Wilian comentou que quando o asfalto terminou e entramos na estrada de chão,  a Falcon nem sentiu a diferença. Ponto pra Falcon.

Consumo de Combustível

Em todas as minhas viagens com a Falcon, nunca a média passou de 19km/litro de gasolina, já a Viraguinho segundo o Wilian beirou 30km/litro na primeira medição que ele fez. Ponto pra Virago.

Já comentei e repito, sei que não é uma comparação muito justa, mas é válida!

Buffet do Restaurante no Recanto Saltinho

Buffet do Restaurante no Recanto Saltinho

O passeio foi bom e aproveitamos um belo almoço com comida ao estilo colonial, lá mesmo no recanto.

Em resumo, eu acho que não compraria uma moto Custom, pois gosto da liberdade de escolher um roteiro com muito off-road, e dou muito valor ao conforto, e não ligo para estilo.

Me desculpem os amantes das Custom, dei minha visão pessoal, esse é um espaço democrático e você pode expressar sua opinião nos comentários. Somos todos motociclistas e independente do estilo fazemos parte de uma “irmandade” que se respeita, vemos isso nos cumprimentos ao cruzar pelas estradas.

Wilian Stancke (Virago), Evandro Balmant (Falcon)

Curtam suas motos, e viagens, isso que importa. Grande abraço!

Artigos Relacionados:

Morro Anhangava - Quatro Barras - PR
Lagoa Dourada - Parque Estadual Vila Velha
Sorocaba dos Tempos do Tropeirismo
Isenção de Pedágio para Motociclistas
6º dia - Erechim, Passo Fundo, Serra Gaúcha
Postado em: Reviews, Viagens
Tags: , , , , ,