Desbravando o Sul

6º dia – Erechim, Passo Fundo, Serra Gaúcha

Hoje foi um dos dias mais surpreendentes que já vivi viajando de moto por esse brasilzão! Mas a surpresa só veio no finalzinho do dia.

| Postado por Twitter Google+


Antes de mais nada, vale a pena comentar que pegamos chuva o dia todo, desde as 10:00hrs quando saímos de Chapecó-SC. Tive que passar numa loja de equipamento de motos para comprar uma capa nova, pois eu tinha deixado a minha antiga (toda rasgada) pra traz em Foz do Iguaçu.

Mirante para o Rio Uruguai - Divisa SC/RS

Mirante para o Rio Uruguai – Divisa SC/RS

Chegando na divisa com o estado do Rio Grande do Sul, ainda na zona rural do município de Chapecó-SC, passamos por uma bela serrinha, com mirantes ao longo da rodovia, que dão visão para o Vale do Rio Uruguai. A paisagem é incrível, a cada curva a gente encontrava uma nova cena de tirar o fôlego. Paramos diversas vezes para tirar foto.

Já no estado do Rio Grande, poucos quilômetros depois notamos a diferença da paisagem, com muito mais lavoura grande, coisa rara no oeste catarinense. Outra diferença também é o relevo, um pouco mais plano. Se compararmos com a região sudoeste do Paraná, aí fica meio injusto, pois lá sim tudo é muito plano, e com plantações de perder de vista, cenário que até hoje não encontramos em canto nenhum do estado de Santa Catarina. Acho que na divisão dos estados, ambos Paraná e Rio Grande do Sul se deram bem, e Santa Catarina ficou com uma faixa mais acidentada.

Adiante já em Erechim-RS, procuramos um lugar para almoçar mas já era passado das 14:00hrs e não encontramos nada, nem mesmo no centro. A chuva apertou e paramos num posto beira de estrada na saída para Passo Fundo-RS para fazer um lanche, nosso típico almoço em dia de viagem.

Chegando em Passo Fundo-RS fomos procurar algum museu sobre a Batalha do Pulador que acontecera por lá durante a Revolução Federalista, mas não conseguimos muita informação sobre o assunto, nem mesmo no posto de atendimento ao turista, onde dormia uma rapariga babando sobre os folhetos de guia.

Pois bem, depois dessa cena lamentável, desistimos da história e partimos sentido Bento Gonçalves-RS, e cá estamos! Ensopados depois de quase 400km rodados, tomando chuva, e passando por estradas pouco conservadas.

Serra Gaúcha - Veranópolis - Bento Gonçalves - RS

Rio das Antas – Veranópolis – RS

Mas antes de chegar por aqui, passamos por uma linda serra, logo depois da cidade de Veranópolis-RS (Terra das Termas da Longevidade). Aí começa de verdade a surpresa que a gente não esperada, a paisagem por essas bandas é muito bonita, as montanhas, altitude, o Vale do Rio das Antas, as vinícolas, casas de produtos artesanais, tudo!

Ficamos tão admirados com a região que pretendemos estender nossa passagem por aqui, talvez 2 ou até 3 dias, pra poder conhecer tudo, se o tempo deixar é claro, poisa chuva ainda cai forte e as previsões não são animadoras.

Secador de cabelo nas jaquetas, luvas e botas, colírio nos olhos, pizza no bucho, artigo postado. Por hoje chega, amanhã tem mais, fui, fiquem com um gostinho do nosso quarto, LUXO!

Quarto do Hotel - Bento Gonçalves - RS

Quarto do Hotel – Bento Gonçalves – RS

Artigos Relacionados:

Lagoa Dourada - Parque Estadual Vila Velha
Arenitos - Parque Estadual Vila Velha
Isenção de Pedágio para Motociclistas
Fazenda Itapema - Limeira - SP
Roteiro Completo - Desbravando o Sul do Brasil
Postado em: Viagens
Tags: , , , , , , , , ,